Concretismo !
Poesia Visual + Poema/Processo + Poesia Semiótica + Poema-Embalagem + Caligrama + Poema-Montagem + Logograma + Poema-Colagem


 

 



Escrito por Victor Az - 11h47
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


 

 

a mão roça

na maçã da

moça e não

amassa sua

calça brim

a mão caça

o tesão da

moça e não

pára até o

som do sim

 

 



Escrito por Victor Az - 07h55
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Poesia convidada de Andréa Motta

 

Torrente

Morro lentamente
               a cada dia
                  em cada noite
                                vazia...
                                     de sonhos e sono.


Morro lentamente
                 em banho maria
                       pedaço a pedaço
                                      cor a cor
                                          dia após dia

Ainda me rebelo
           ao invés de morrer
                               mato!

A lágrima
     as ervas daninhas
     as cinzas
     a

     p
     r
     ó
     p
     r
     i
     a
            morte!

Sim, eu mato...
assim quem sabe
          eu seja absolvida
               e ao invés de morrer
                         passe a viver lentamente.....

Andréa Motta



Escrito por Victor Az - 11h53
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


 

 



Escrito por Victor Az - 12h01
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


A poesia convidada de hoje é da Graça Carpes

 

 

 

Fria Lâmina
by
Graça Carpes


Esperei a noite

inteira sob o

frio

do

vento

a lâmina forte de

tua

chegada

a

romper

o

tempo

mas o vento

apenas

o

vento

cortava

minha

face


sou

agora

metade



Escrito por Victor Az - 10h54
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


O Nome


Que nome eu dou a minha filha?

Se ela foi feita porque eu quis
Chamo de Beatriz?
E como a mãe também queria
Chamarei de Maria?

Que nome eu dou a minha filha?

Se for negra
Pode ser Clara?
E se for morena
Será Milena?


Que nome eu dou a minha filha?

Gabriela?
Fabiana?
Daniela?
Ou Juliana?

Que nome eu dou a minha filha?

Clarice?
Cecília?
Janice?
Emília?

Que nome eu dou a minha filha?

Telma?
Selma?
Regiane?
Cristiane?

Que nome eu dou a minha filha?

Carla?
Ana Karíssia?
Marla?
Ou Ana Patrícia?

Que nome eu dou a minha filha?

Suzete?
Claudete?
Arlete?
Salete?

Que nome eu dou a minha filha?

Pollyanna?
Tatiana?
Luciana?
Mariana?

Que nome eu dou a minha filha?

Berenice?
Emicleide?
Cleonice?
Lucicleide?

Que nome eu dou a minha filha?

Margarida?
Rosa?
Violeta?
Marieta?

Que nome eu dou a minha filha?

Cíntia, Cristina?
Ângela, Regina
Renata, Sabrina?

Que nome eu dou a minha filha?


Clementina, Geralda, Esmeralda, Florentina, Rubi, Diamantina?


Que nome eu dou a minha filha?



Se o nome ainda não sei
De uma coisa tenho certeza
Ela será linda como Afrodite
Forte igual a Diana
E graciosa feito uma princesa


Escrito por Victor Az - 07h40
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


 

Tudo bem
Eu reconheço
Sei que sou frio
Sei que sou amargo
Não queria ser assim
Pois ser doce é muito bom
Mas o mundo está mudando
E os doces vão morrer primeiro
Não enxergam o mundo como ele é
Para eles tudo é poesia, tudo é melodia
São gostosos de provar, saborosos pra comer
(Serão os primeiros a tombar, os primeiros a sofrer)
Por isso eu prefiro ser
amargo, padecerei menos
Além disso, eu vejo o mundo sem maquiagem
Sei que existem muitas coisas erradas por aí
E também sei que elas não irão mudar
Mas não posso ser indiferente a tudo
Por isso, faço minha parte: critico
Enfio meu dedo nas feridas
Mostro os erros que vejo
Talvez não resolva
E nada mude
Talvez

 



Escrito por Victor Az - 08h47
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Esse é da Gisele 

 

 

 



Escrito por Victor Az - 07h47
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


 

Entro no restaurante e Uooouooo! Tuitui! o alarme Uooouooo! Tuitui! de um Uooouooo! Tuitui! carro dispara Uooouooo! Tuitui! Uooouooo! Tuitui! Uooouooo! Tuitui! preparo meu almoço Uooouooo! Tuitui! e o irritante alarme Uooouooo! Tuitui! do carro continua Uooouooo! Tuitui! tocando Uooouooo! Tuitui! sento na mesa e Uooouooo! Tuitui! corto a carne Uooouooo! Tuitui! mastigo a salada Uooouooo! Tuitui! bebo o suco e Uooouooo! Tuitui! então tenho a Uooouooo! Tuitui! idéia de usar o Uooouooo! Tuitui! Uooouooo! Tuitui! do alarme do carro num poema Uooouooo! Tuitui! Uooouooo! Tuitui! e começo a escrevê-lo Uooouooo! Tuitui! na mesma Uooouooo! Tuitui! hora Uooouooo! Tuitui! Uooouooo! Tuitui! saio do restaurante Uooouooo! Tuitui! com o poema na cabeça Uooouooo! Tuitui! e descubro Uooouooo! Tuitui! que o Uooouooo! Tuitui! barulho do alarme Uooouooo! Tuitui! não vinha Uooouooo! Tuitui! de um carro Uooouooo! Tuitui! e sim de um Uooouooo! Tuitui! caixa eletrônico com Uooouooo! Tuitui! defeito Uooouooo! Tuitui! Uooouooo! Tuitui! Uooouooo! Tuitui! maldito caixa eletrônico Uooouooo! Tuitui! estragou o meu poema! Uooouooo! Tuitui! (Uooouoo! Tuitui! arificio Uooouoo! Tuitui! utilizado Uooouoo! Tuitui! para Uooouoo! Tuitui! fazer Uooouoo! Tuitui! o poema Uooouoo! Tuitui! ficar do tamanho Uooouoo! Tuitui! correto,  não tentem fazer isso em casa)



Escrito por Victor Az - 08h43
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


O Saci tem uma perna só, o Curupira tem duas pernas e os pés virados para trás, a Mula-sem-cabeça, tem quatro pernas, mas não tem cabeça, o Bicho-papão tem quantas pernas uma criança imaginar. Todos eles moram na floresta (menos o Bicho-papão, esse mora embaixo da minha cama).



Escrito por Victor Az - 08h49
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Hoje é dia da poesia convidada, essa é da  Ana Regina

 

 

 

 

 

A
GotA
D’águA

Uma gotA
D’água pingA
Uma gota d’águA
Molha minha janelA
O pingo d’água molhA
Uma gota d’água cabe nA
Palma de uma mão molhadA
Misturo gotas d’água de chuvA
Pinguinhos de vida, nova aquarelA
Pincelo cor-de-chuva no teto da salA
Logo o novo sol aparece no teto do diA
Escrever-te no meu papel não me molhA
Escrevo água e tomo banho de literaturA
Deito-me neste mar de palavras sedentA
Por mais pingos de ti em minha retinA
E pulso toda vida que trago na veiA
Do meu corpo, tua velha moradA
E de minha terra, casa sagradA
Onde tudo sempre começA
E tudo sempre terminA
Numa mesma gotA
De tua águA.

 

 

 

 

 

 by Ana Regina



Escrito por Victor Az - 10h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


 

s

o

c

o

r

r

o

só corro e

         s

         c

         o

         r

         r

         ocorro

              c

              o e só

 

 

 



Escrito por Victor Az - 11h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 


Arquivos
01/06/2016 a 30/06/2016
01/04/2016 a 30/04/2016
01/12/2015 a 31/12/2015
01/08/2015 a 31/08/2015
01/06/2015 a 30/06/2015
01/05/2015 a 31/05/2015
01/03/2015 a 31/03/2015
01/02/2015 a 28/02/2015
01/01/2015 a 31/01/2015
01/12/2014 a 31/12/2014
01/11/2014 a 30/11/2014
01/10/2014 a 31/10/2014
01/09/2014 a 30/09/2014
01/08/2014 a 31/08/2014
01/07/2014 a 31/07/2014
01/06/2014 a 30/06/2014
01/05/2014 a 31/05/2014
01/04/2014 a 30/04/2014
01/03/2014 a 31/03/2014
01/01/2014 a 31/01/2014
01/12/2013 a 31/12/2013
01/11/2013 a 30/11/2013
01/10/2013 a 31/10/2013
01/09/2013 a 30/09/2013
01/07/2013 a 31/07/2013
01/06/2013 a 30/06/2013
01/05/2013 a 31/05/2013
01/04/2013 a 30/04/2013
01/03/2013 a 31/03/2013
01/12/2012 a 31/12/2012
01/10/2012 a 31/10/2012
01/09/2012 a 30/09/2012
01/02/2012 a 29/02/2012
01/01/2012 a 31/01/2012
01/09/2011 a 30/09/2011
01/05/2011 a 31/05/2011
01/09/2010 a 30/09/2010
01/08/2010 a 31/08/2010
01/07/2010 a 31/07/2010
01/06/2010 a 30/06/2010
01/02/2010 a 28/02/2010
01/09/2009 a 30/09/2009
01/05/2009 a 31/05/2009
01/04/2009 a 30/04/2009
01/01/2009 a 31/01/2009
01/10/2008 a 31/10/2008
01/09/2008 a 30/09/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/10/2007 a 31/10/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005
01/02/2005 a 28/02/2005
01/01/2005 a 31/01/2005
01/12/2004 a 31/12/2004
01/11/2004 a 30/11/2004
01/10/2004 a 31/10/2004
01/09/2004 a 30/09/2004
01/08/2004 a 31/08/2004
01/07/2004 a 31/07/2004
01/06/2004 a 30/06/2004
01/05/2004 a 31/05/2004
01/04/2004 a 30/04/2004
01/03/2004 a 31/03/2004
01/02/2004 a 29/02/2004




Home


Perfil
xy
35
Br
Ba




Votação
Dê uma nota ao blog


Links

 InVerso

 textura

 Pulsar Poético

 Abstracto Concreto

 desvirtual

 Guia de Poesias

 Nave da Palavra

 Jornal de Poesia

 Mar de Poesias

 Imediata

 Poema/Processo

 Poesias e outras bobagens

 Mar da Poesia

 Poematômico

 Jardim de Poesia

 Artéria 8

 tábua de marés

 Blue Eyes

 Meu Porto

 Senso Incomum

 Vispo

 Poesia Sim

 Bruna Beber

 Ponto Gê

 Agrestino

 Diana-Dru

 Caossada Estreita

 Arnaldo Antunes

 Ciber & Poemas

 Caligramas

 Sentir é um fato

 Botequim Poético

 Duas Palavras

 DesBlog{!}

 mainieri's

 Poesias da Kelly

 Marina Antunes

 Bio

 Robotype

 moacircaetano

 Caminhar

 a casa das mil portas

 uma cidade nas nuvens

 SINto+ Poéticos

 Fala Poética

 vtbs87's

 eratio postmodern poetry

 Joan Brossa

 Sara Bernal-Rutter

 Rodolfo Franco

 Erik Vilela

 Paulo Aquarone










O que é isto?